Onde morar I

Casa / Inspirando / Vida Nova

Feliz 2017!

Os recomeços nos inspiram a mudar, a jogar fora, limpar, doar, reaproveitar… E nenhum lugar acolhe melhor esses verbos do que a casa, porque ela é uma expressão muito clara do nosso mundo, das coisas que habitam em nós.

Pensando num tema perfeito para começarmos bem o ano, escolhemos a casa do casal para o especial do mês de janeiro!

– Mas onde vamos morar?

Num lugar que os faça felizes

O lugar físico é o que menos importa, se vocês tiverem um ao outro. Só que não! Importa sim! Felicidade é um termo bastante genérico e muito volátil, então conversem sobre onde irão morar e, se não for adequado a realidade e se não puder trazer conforto, segurança e felicidade a cada um e aos dois enquanto casal (sim, agora há 3 pessoas conjugando os verbos, o “eu”, o “ele” e o “nós”), esqueça. É buscar problemas que podem estourar lá na frente. Convém até adiar um pouco o casamento se essa questão não estiver resolvida.

Além do arco-íris

Lembra de quando você era criança e ficava idealizando o lugar perfeito para viver? Pois é, o dia de concretizar esse sonho chegou! Quem está saindo da casa dos pais e partindo direto para uma vida em outro lugar pode estar morrendo de medo, se sentindo inseguro, mas se você se concentrar em buscar o tal lugar que você sempre sonhou, esse medo vai embora rapidinho e seus pais poderão ficar tranquilos, vendo que você é uma adulta que sabe cuidar de seus sonhos e de si mesmas, saberão que você estará bem sem eles. Mas não se esqueça de buscá-lo junto com seu noivo. É muito comum o noivo ficar responsável onde morarão, enquanto a noiva fica com a atenção toda voltada para o dia do casamento, o que pode não resultar em boa coisa… Sem falar que juntar os sonhos sobre o lugar ideal, onde irão encostar as cabeças todos os dias juntos é uma experiência bem gostosa, traz mais cumplicidade e fortalece o casal.

Perto do trabalho

Quando eu estava toda preocupada em descobrir onde eu iria morar, minha psicóloga me deu a dica mais perfeita de todo o universo sobre esse assunto: More perto do trabalho.

Isso faz todo sentido quando a gente acorda ou quando a gente chega em casa e pode ter tempo um para o outro. Morar perto do trabalho significa não precisar acordar de madrugada e ficar mais tempo na cama com o mô; significa não gastar tanta energia e tempo, que poderiam ser gastos com o mô, em trajetos; significa poder curtir a noite passeando, em casa vendo tv, cozinhando, conversando sobre o dia, na-mo-ran-do… Um casal recém-casado geralmente está com questões relevantes na carreira, ainda estuda, não se estabilizou totalmente…, morar perto do trabalho também ajuda no campo profissional, trazendo benefícios a longo prazo. Sem falar na economia com meios de transporte e gasolina.

Mas é perto do meu trabalho ou do dele? Para o que for melhor para os dois. Dê e eu encontramos um meio termo: moramos perto dos meios de trasportes públicos, que são melhores para ele chegar ao trabalho relativamente rápido e com certo conforto e perto dos meus trabalhos, que eu poderia ir a pé ou de carro, já que eu não pegaria trânsito.

Além do horizonte

Desapegue-se da sua rotina de solteira e dos trajetos que fazia. Você terá novos caminhos, novos horizontes. No início é bem estranho e até difícil, mas depois a gente se acostuma. A empolgação com a novidade ajuda. Uma dica, que é um pouco dolorosa mas que faz diferença, é ter um novo chaveiro com as chaves da casa nova, e coloque as chaves da casa dos seus pais numa gaveta (só não devolva, eles podem se sentir ofendidos porque na cabeça de muitos pais você ainda mora lá, lá ainda é sua casa). E por último, procure morar “além do horizonte” deles, ou seja, aquilo que a gente sempre escuta: “More longe o suficiente para que os pais não vão de chinelo e perto o suficiente para que não precisem levar o chinelo na mala”. Não, vocês não estão se isolando, nem fugindo. Não tenham culpa alguma em querer a privacidade de vocês e nem se sintam incomodados de estarem longe. É preciso cortar o cordão, exercitar o desapego, o luto, a maturidade e dar espaço para a nova família de vocês. Mas de verdade, se o relacionamento com seus pais for saudável e vocês estiverem maduros enquanto casal, tanto faz. Moro do lado da minha mãe, precisamos viajar por duas horas para ver meu pai em Teresópolis e minha sogra vem de Juiz de Fora duas vezes no ano passar uma semana conosco e isso é bem gostoso. Temos problemas (quem não tem?), mas é bem gostoso.

1 Comentário em Onde morar I

  1. Tatiana Abrantes • EM 3/01/2017

    Simplesmente amei esse post! rs
    Região dos Lagos é tudo de bom né! Todo ano acabo passando uns dias por lá!
    Bjus
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal