Casamento Católico

Casamento / Inspirando / Religioso

casamento-catolico

Já falamos aqui no blog sobre o rito do noivado em várias religiões. Este mês falaremos sobre o casamento em diversas manifestações religiosas, para isso tomamos como base o Censo de 2014 do IBGE que mostra as principais religiões da cidade.

Na imagem, a linda Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Petrópolis, ilustrada pelo meu artista preferido, meu digníssimo esposo, Denis Sevlac.

Podemos dizer que Petrópolis é uma cidade católica. Muito disso se deve pela vinda da família real e a corte portuguesa, que acabaram por instituir o catolicismo como a religião oficial do império no Brasil. E como é o casamento católico?

Para os católicos o casamento é um sacramento. Os sacramentos são 7, distribuídos ao longo da vida do indivíduo, desde seu nascimento até sua morte, sinalizando a presença do amor de Deus nos principais momentos de sua vida.

Quando adulto, o indivíduo deve decidir como irá servir a Deus. Existem dois sacramentos de serviço: a ordem e o matrimônio. E se a pessoa não quiser casar ou virar padre? Sem problemas.

O matrimônio é sagrado. É um sinal de Deus. E é rodeado de normas e ritos. As normas são bem parecidas com as do casamento civil, com exceção ao divórcio: não existe possibilidade de casamento se um dos cônjuges já se casou na Igreja Católica com outra pessoa, a menos que seja viúvo.

Preparação e condições

Para contrair matrimônio é necessário que os dois sejam batizados na Igreja Católica ou que tenham batismo válido, realizado em outras igrejas, sejam solteiros ou viúvos e que estejam exercendo plena liberdade nessa escolha.

Eles devem se encaminhar à igreja em que participam ou a mais próxima do endereço de um dos noivos e apresentem o batistério (a lembrança do batismo, que parece um diploma) e suas certidões de nascimento, darão a entrada no processo do matrimônio (como no civil, para averiguar se não há qualquer impedimento), mesmo que não seja a igreja onde querem se casar. Assim que decidirem onde e quando vão se casar, deverão marcar a data. Outra coisa importante é fazer, o curso de noivos, se informe quando será o próximo na secretaria da igreja onde deu início ao processo.

Existe uma taxa para o casamento, mas não é algo obrigatório, ela pode ser diminuida ou abolida, dependendo da condição dos noivos. Essa taxa ajuda no gastos da igreja com a realização do casamento, na manutenção do templo, no pagamento do salário de pessoas que trabalham na igreja e com outras obras de evangelização. Há igrejas em que ela não é cobrada para os paroquianos.

Encontro de noivos

Ou curso de noivos, é uma série de reuniões com outros casais que também se casarão. Nele os integrantes da Pastoral Familiar darão orientações sobre a vida conjugal. Não se pode casar sem passar por esse processo, então deve ser feito o quanto antes. Ele pode durar um final de semana a 6 meses.

Entrevista com o padre

Nesse encontro com o padre, os noivos irão responder a algumas questões, para verificar se eles estão se casando por escolha livre. Dura cerca de uma hora e esse documento será anexado ao processo.

Proclamas

Assim que todo o processo estiver ok e a data marcada, a igreja emitirá um documento que será afixado no mural de avisos. Ele tem como objetivo comunicar à comunidade sobre o casamento e também averiguar se, realmente, não há impedimentos para a realização do casamento. Substitui o famoso “Se alguém aqui tem alguma coisa que possa impedir esse casamento, que fale agora ou se cale para sempre”.

Cerimônia na Igreja

 Por mais que você ache bacana casar no campo, na Igreja Católica isso não é possível. Claro, existem lá suas exceções, mas você precisa da autorização do bispo. Isso se deve porque, assim como todos os outros sacramentos, o matrimônio deve ser celebrado dentro do templo, visto que é um ato sagrado. Existe a orientação de que os sacramentos sejam realizados dentro da celebração da Santa Missa, mas é possível realizá-lo sozinho.

Nossa dica é: se são católicos e querem realizar o sacramento do matrimônio, assim que ficarem noivos, vão à secretaria da igreja para dar início ao processo.

Para saber mais sobre como é o matrimônio no catolicismo, veja os parágrafos 1601 e 1666 do Catecismo da Igreja Católica.

1 Comentário em Casamento Católico

  1. Taty • EM 16/11/2016

    Realmente o melhor é ir na igreja assim que resolverem casar, são muitos detalhes para resolver!
    Bjus
    Taty