Casamento Ecumênico

Casamento / Inspirando / Religioso

A partir das misturas de culturas e da maior liberdade do indivíduo em escolher sua religião, ou até mesmo de não ter uma, têm feito dos casamentos ecumênicos cada vez mais comuns.

Uma cerimônia ecumênica em um casamento é aquela em que há a presença de elementos comuns à fé dos noivos, que possuam significados semelhantes. Ou também elementos que não estejam presentes em nenhuma delas e que não firam os preceitos religiosos de um dos noivos. Não possuem ritos rígidos e podem ser construídas, às vezes, pelos próprios noivos.

Algumas cerimônias podem ter valor e efeito de casamento religioso para algumas manifestações religiosas, como em algumas denominações cristãs, mas na maior parte das vezes possui apenas caráter simbólico. Como geralmente possuem um rito mais livre, acabam por serem mais originais e inspiram os noivos a criar momentos de muita emoção, como a fala de pessoas queridas, discursos e pequenas manifestações simbólicas.

Algumas religiões, porém, não aceitam que um casamento religioso seja ecumênico, orientando aos noivos que passem a professar a mesma religião, sob pena do casamento não poder ser realizado. Se houver insistência e o casal começar a ter vida marital, os noivos estariam cometendo erro (algumas vezes grave) diante da fé que um deles professa, como é o caso do catolicismo e do islamismo.

Sendo uma união de efeito religioso ou não, o que geralmente estão presentes na maioria das celebrações de casamento são 7 elementos:

  • A entrada dos noivos (juntos ou separados, acompanhados ou sozinhos)
  • A fala de quem conduz a celebração (um ou mais sacerdotes, amigos, familiares…)
  • Os votos
  • A troca de um elemento que represente o compromisso (sendo as alianças os mais comuns, mas que podem ser substituídas)
  • A fala de pessoas queridas
  • A confirmação do casamento (que pode ser a declaração de quem conduz a cerimônia, um gesto como o beijo)
  • A saída dos noivos

Duas fés

Sendo semelhantes, como no caso de católicos e protestantes, em alguns casos o casamento será válido. Mas se houver algum impedimento para a realização do sacramento, os sacerdotes serão consultados e realização juntos um rito com uma bênção ao casal.

Sendo fés não muito divergentes, dependendo do caso, os sacerdotes poderão estar presentes e realizar uma bênção ai casal. Porém deverão antes se informar.

Sendo fés muito opostas, como hindus e judeus, talvez o casal nem tenha a permissão dos sacerdotes de se unirem, e o casal não será abençoado.

Uma fé

Se apenas um dos noivos possui uma religião e o outro não tiver interesse em se converter, o casal deverá conversar sobre a realização de uma bênção dada pelo sacerdote da religião que uma das partes segue. Sendo um deles ateu e não aceitar qualquer manifestação religiosa, o casal precisa conversar inclusive sobre a educação dos filhos e a vida a dois, não só sobre a cerimônia. Lembrando que a opinião de cada indivíduo do casal deve ser ouvida e respeitada.

Nenhuma fé

Nesse caso não a cerimônia, realmente, não terá efeito e nem elementos religiosos.  Seja para noivos ateus ou agnósticos. Mas uma cerimônia pode ser feita com os elementos que desejarem e, mesmo não se casando no civil, se sentirem casados através dela.

1 Comentário em Casamento Ecumênico

  1. Tatiana Abrantes • EM 9/12/2016

    Adorei saber mais!
    Bjus
    Taty