Casa ou apartamento? – Onde morar II

Casa / Inspirando

Dizem que uma das maiores felicidades é ter uma casa.

Se hoje você tem, agradeça aos nossos antepassados que descobriram a agricultura.

Agora que vocês já resolveram mais ou menos o lugar geográfico onde querem morar, é hora de conversar sobre o tipo de moradia de vocês. É preciso levar em conta os imóveis disponíveis, valores, quanto poderão investir, regras, vagas de carro, vantagens e desvantagens antes. Estejam atentos aos bairros (estrutura e custo de vida), valorizações e desvalorizações.

Vocês podem fazer a busca sozinhos, hoje em dia há vários sites especializados. Ou vocês podem contar com a ajuda mais segura e rápida (porém paga) de um corretor que irá resolver um monte de outras coisas também.

Casa

Você pode encontrar como casa com quintal, casa geminada (geralmente sem quintal), sobrado, casa térrea, casa em condomínio, servidão (quando a gente faz um puxadinho, sabe?) e casa de vila.

Se escolherem morar numa casa, não se esqueçam que em algumas das opções a cima você terá a vida de alguém que mora num apartamento, como barulhos, regras, pagamento de taxas de condomínio… Alguns sobrados podem ter sido construídos em cima da casa de alguém ou de uma loja, se perguntem se isso iria incomodá-los demais. Há pessoas que querem morar numa casa mas não se importam com quintais grandes… Em alguns tipos o terreno é seu, se quiser pode demolir e fazer de novo!

Dica: Faça uma lista de exigências e apresente ao corretor, visite as casas e anote as vantagens e desvantagens.

Eu moro numa casa de vila que possui 3 andares e que é geminada e parece um sobrado ao mesmo tempo. O quintal é uma área comum, possuímos vagas contadas, regras e pagamos condomínio. Não há tanta privacidade e nem liberdade de pintar a fachada da cor que quero, mas temos segurança e bastante socialização. Uma boa opção para quem tem dúvida entre casa e apartamento.

Apartamento

Eles podem ser no térreo (giadino), cobertura, duplex, triplex, loft, studio, penthouse, townhouse, flat, kitnet, jk, conjugado e padrão. E que ainda podem ter varanda, sacada… Não sabe a diferença entre eles? Acesse:

Entenda as diferenças entre tipos de imóveis

7 tipos de apartamento

Quais as principais diferenças entre os tipos de apartamentos

O tipo de apartamento escolhido vai depender do estilo de vida de vocês, de quanto vocês podem pagar e a disponibilidade.

Você pode comprar um apartamento na planta ou um usado.

Geralmente é a escolha da maioria dos recém-casados por ser menor que uma casa (mais fácil de decorar e limpar) e mais seguro, podendo deixá-lo sem preocupações em viagens. Geralmente são mais fáceis de vender e alugar.

É preciso observar infiltrações e estrutura, o valor do condomínio, questões como água e luz, como o sol bate nele, número de vagas de carro e se pode estacionar carro de visitantes, isolamento acústico, portaria, se pode ter cachorro, se tem elevador…

Apartamentos na planta têm a vantagem de serem mais baratos, novinhos e com layout bem moderno, mas geralmente são pequenos e nem sempre estão isentos de problemas hidráulicos e fiação. Sem falar na demora para entregar, atrasos… Já vi muita gente morando de aluguel enquanto pagava o apartamento, se pergunte se tudo bem por isso. Por isso, bastante atenção à construtora, pesquise seu histórico. Não se esqueça que um apartamento é um “terreno no ar”.

Dica: visite os apartamento na parte da manhã e veja se ele é iluminado pelo sol. Visite-o também a tarde e ponha a mão na parede externa do quarto e veja se está muito quente no verão. Para quem mora em Petrópolis isso é até vantagem, mas para quem for descer a serra, se a parede estiver quente, vocês provavelmente gastarão muita luz com ar condicionado.